As obras de macrodrenagem dos rios Ipitanga/Joanes, executadas pela Construtora Queiroz Galvão, reduzirão significativamente os alagamentos em Lauro de Freitas e alguns bairros de Salvador, promovendo mais qualidade de vida a 157 mil pessoas.

A macrodrenagem consiste na construção de seis reservatórios que acumularão parte da água das chuvas e nove canais de escoamento. A água acumulada será liberada aos poucos para os rios, evitando ou diminuindo a intensidade dos alagamentos. Outra parte da obra é o desassoreamento e o alargamento da calha do Joanes-Ipitanga, para
garantir que as águas cheguem ao mar sem obstáculos.

No entorno desses reservatórios está prevista a construção de equipamentos de uso coletivo como, por exemplo, parque infantil, campo de futebol, pista de ciclismo, equipamentos para a prática de exercício físico, e o replantio de parte da vegetação nativa, tudo de forma ordenada e planejada para que as famílias possam usufruir e ajudar na conservação e preservação do patrimônio local.

Para a execução da obra foi realizado o Projeto Técnico Social (PTS), um instrumento de desenvolvimento da área do empreendimento. O PTS da macrodrenagem do Joanes/Ipitanga está dividido em quatro eixos que englobam diversas práticas, tais como plantão social, visita à obra, coletivo de educadores ambientais e assessoria para
empreendimentos.

Os moradores que vivem no entorno da obra têm sido envolvidos nessas atividades de modo a fortalecer a organização comunitária, a educação ambiental, estimular o exercício da cidadania, além de manter as famílias informadas sobre o andamento da macrodrenagem e esclarecer dúvidas.

Comments are closed.